O crescimento da indústria criativa pelo mundo

//O crescimento da indústria criativa pelo mundo

O crescimento da indústria criativa pelo mundo

A indústria criativa manteve o ritmo de crescimento nos últimos 13 anos, atingindo uma taxa de 7%. Mesmo em meio a crise que balançou diversos setores da economia, a indústria criativa se mostrou resiliente.

A China foi a maior responsável por esse crescimento, uma vez que a exportação de bens criativos do país apresentou um aumento duas vezes maior que a média global.

A economia criativa possui valor comercial e cultural, por isso diversos países investiram no seu desenvolvimento para estimular a prosperidade e a diversidade econômica.

Pequenas e médias empresas encontram muitas oportunidades de negócios dentro da indústria criativa.

Propaganda, artes, software, jogos de computador, artesanato, marketing, pesquisa e desenvolvimento, mídia e publicações, e outros trabalhos criativos fazem parte da economia criativa.

Ainda que a crise tenha impactado outros setores a economia criativa tem apresentado desempenho favorável ao somar inovação, empresas, tecnologia e cultura.

Migração dos veículos de comunicação

Com o avanço da tecnologia novas mídias surgiram e são um desafio para os empreendedores. O comércio eletrônico já é um importante canal de vendas, uma vez que o consumidor quer agilidade no processo de encontrar um produto ou serviço. Também são mais informados e exigentes, comparando produtos/serviço online em qualquer lugar. Em razão disso permitir que esse consumidor encontre o seu produto/serviço é fundamental dentro de uma economia tão competitiva.

Produtos e serviços que eram oferecidos por meio de suporte físico, como jornais e revistas, estão mudando de veículo em virtude da evolução tecnológica. Muitos desses serviços migraram para web e tiveram suas estruturas adaptadas às novas mídias. Ou, necessitam urgente de adaptação ao novo suporte e público. Pois a forma de acessar produtos e serviços se transformou por causa do comércio eletrônico.

A moda é o principal braço da economia criativa brasileira. Entretanto, as exportações da economia criativa do Brasil apresentaram queda, passando de 880 milhões de dólares em 2005, para 614 milhões em 2014.

2019-04-11T08:42:44+00:00 25/03/19|Tags: , , , |0 Comentários

Deixar Um Comentário